Destinos

Vilnius

Pincel Verde

Top 5

Praça da Catedral
Rua Pilies
Porta da Madrugada
Igreja Santa Ana
Torre Gediminas
Localizada entre os rios, Vilnia e Neris e rodeada por montanhas arborizadas, a capital da Lituânia, Vilnius, está a 312 quilômetros do Mar Báltico e é a maior cidade populosa do país com cerca de 600 mil habitantes.
A região apelidada de “pequena Jerusalém” devido à grande presença da comunidade judaica, é considerada um Patrimônio Mundial da Unesco, além de ser considerada um dos maiores lugares com estilo barroco da Europa.
Valor: $ - média diária de 80 euros, sem hospedagem
Quantos dias ficar: 2 a 3 dias
Quando ir:

JAN

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

OUT

NOV

DEZ

Das capitais dos países bálticos, Vilnius foi nossa menos favorita. Claro que valeu a pena conhecer um pedacinho da Lituânia, sua boa comida, seus bonitos lagos e natureza e suas charmosas ruas de estilo gótico, barroco e renascentista, mas tenho que ser honesta, não é mesmo? A cidade é elegante, guarda muita história em seus museus, prédios e parques e não é à toa que é uma das cidades mais visitadas dos Países Bálticos.

Enriqueça sua viagem conhecendo os países ali pertinho: Letônia, Estonia,Finlândia e Polônia – este foi nosso roteiro e amamos!

Mas enfim, o que fazer em Vilnius, Lituânia? Encontre aqui o que fazer na cidade, valores, quantos dias ficar, melhor época para visitar, qual melhor bairro para se hospedar, onde comer, como se locomover por lá, e claro, dicas pessoais! 

O que fazer

Há vários pontos e atrações interessantes na cidade para serem explorados e que te levam a conhecer sobre a história desta antiga cidade medieval. 

1Old Town

Considerada a porta de entrada dos passeios em Vilnius, a Old Town é um centro histórico animado e repleto de lojas, bares e casarões antigos e bem preservados.

Rua Pilies

Pilies é a rua mais movimentada da Cidade Antiga e umas das mais movimentadas. É  uma rua pequenina, vai da Praça da Catedral até a Prefeitura de Vilnius, mas é cheia de restaurantes, cafés e lojas  bonitas.

Rua Pilies e Torre de Geminidas - Vilnius, Lituania
Rua Pilies na cidade antiga

2Avenida Gedimidas

A Avenida Gediminas é a rua principal de Vilnius, andando por lá você verá boas lojas, restaurantes e a noite é apenas para pedestres.

é onde se concentra a maioria das instituições governamentais do país. Por lá você verá o Parlamento, o Tribunal Constitucional e os Ministérios.

Há também o Teatro Nacional de Drama da Lituânia, o Banco da Lituânia, a Academia Lituana de Música e Teatro e a Biblioteca Nacional Martynas Mažvydas.

3Prefeitura e Praça da Prefeitura

Também uma das áreas mais movimentadas da capital, a praça recebe anualmente a feira de artesanato. O principal edifício é o da Prefeitura e sua torre do sino, que diferente do tradicional, fica em um edifício separado, bem bonita! 

4Festa de São Casimiro de Vilnius

A festa de São Casimiro de Vilnius dura 3 dias, acontece no início de março e é celebrado no fim de semana mais próximo do Dia da Festa de São Casimiro (04 de março). O festival é uma demonstração das tradições e da cultura do país e reúne barraquinhas que vendem de um tudo como esculturas de madeira, a bonecas de pano, cerâmica, utensílios domésticos, instrumentos musicais, cestos de vime, bordados, quadros, etc!

5Torre do Castelo Gediminas

Gediminas fica no alto de uma colina, com entrada livre e aberta, garante aos visitantes uma vista bem bonita! No passado, a torre, que é um símbolo da cidade, fazia parte de um grandioso castelo construído no século XV. Na torre funciona um museu com exposições de modelos dos castelos da capital, além de armas e outros equipamentos de defesa.

A entrada no museu custa entre 2,5 e 5 euros. Se for apenas para curtir a vista, não vale a pena subir na torre, a vista é a mesma da colina!

Torre do Castelo de Geminidas - Vilnius, Lituania

6Museu Nacional da Lituânia

Fundado em 1952 e localizado no Castelo de Vilnius, o local possui exposições que contam a história do país e exibe documentos e diferentes peças entre os séculos 13 a 20.

O museu tem muitos artefatos legais, mas peca bastante em dar informações sobre aquilo que estamos vendo, dificultando relacionar a importância de tudo com a historia do país. É um passeio que apesar de interessante, recomendo apenas se seu roteiro estiver com tempo de sobra.

A entrada custa 3 euros.

7Porta da Madrugada

A charmosinha Porta da Madrugada (ou a Porta da Aurora) é um pórtico histórico de Vilnius e um dos ícones da cidade. Nele fica uma capela e um altar em homenagem à Virgem Maria, para abençoar os viajantes e afastar os inimigos.

O portão foi construído entre 1503 e 1522 para defender a capital do Grão-ducado da Lituânia. 

Há uma pequena porta atrás dos portões onde há uma escadaria, suba para acessar a capela no andar superior e ver o santuário dourado em seu centro, cheio de oferenda dos devotos e também históricos artefatos religiosos, posicionados com o intuito de abençoar e proteger a cidade.

Entrada gratuita

Porta da Madrugada (Porta da Aurora) - Vilnius, Lituania

8. Igrejas de Vilnius

A cidade possui mais de 50 igrejas e catedrais de diferentes religiões, com 28 apenas no pequeno centro histórico. Conhecer esses monumentos da capital Lituânia é parada obrigatória, tanto pelas relíquias e significado para a cultura do país. Veja algumas das principais igrejas da cidade:

Catedral de Vilnius (Basílica ArquiCatedral de São Estanislau e São Ladislau de Vilnius)

Esta igreja neoclássica é um dos marcos mais famosos de Vilnius. A catedral domina a Praça da Catedral, que é o centro cívico e coração da parte antiga da capital. Você pode explorar seu interior para encontrar uma nave primorosamente restaurada e decorada além de ver o antigo muro da cidade, base da fundação da torre do sino da catedral e as cristas e câmaras mortuárias misteriosas no subsolo da igreja

A catedral fica aberta todos os dias e a entrada é grátis. São realizadas várias missas ao longo do dia. Agende um passeio em inglês com antecedência mediante a uma taxa.

Catedral em Vilnius, Lituania

Igreja de Santa Ana e Igreja Bernardina 

De beleza gótica, toda em tijolos vermelhos, Santa Ana serviu como quartel aos soldados de Napoleão, que haviam se encantado por tal beleza monumental.

Próxima também está a Igreja Bernardina, que foi construída em 1525 pelos franciscanos bernardinos. O local serviu mais tarde de quartel general para tropas russas e depois foi devolvida aos frades.

Foi em frente a essa igreja que os lituanos se reuniram em 1987 para fazer a primeira manifestação pública contra a ocupação soviética e pelos direitos nacionais da Lituânia.

Igreja de Santa Ana, Vilnius, Lituania

Igreja da Divina Misericórdia de Vilnius

Esta igreja tem muito significado para os lituanos pois funcionou como prisão na época da ocupação soviética. Foi ortodoxa durante um período e hoje é uma igreja católica. O local que já recebeu até as bençãos do papa, fica em uma estreita rua cercada de prédios baixos.

Igreja em Lituania

Igreja de Santa Teresa

Construída no século XVII quase em frente a Porta da Madrugada, uma das entradas da cidade.

Santa Teresa também inspirou o surgimento da Ordem das Carmelitas Descalças, na Espanha, que valoriza a disciplina na oração. Dizem que como a igreja foi construída na mesma época da Catedral de Vilnius, teve grande contribuição dos artistas italianos que trabalhavam na cidade na época.

Igreja Ortodoxa de São Paraskeva

Construída no lugar de um antigo santuário pagão, pois, em meados do século XIV, o grão-duque Aigirdes mandou que fosse levantada uma igreja ortodoxa para sua mulher. O prédio datado de 1865 funcionava como uma igreja ortodoxa russa durante o período soviético.

9◆ Castelo da Ilha Trakai

Essa pitoresca fortaleza foi construída no início do século XV, e também é conhecida como Pequeno Marienburg. O charme do lugar é que o castelo fica em uma ilha, bem diferente!

O passeio é super agradável tanto no inverno quanto no verão, rodeado de natureza. Lá você poderá visitar o museu histórico protegido pelos muros do castelo reconstruído.

Para chegar o ideal é de taxi ou aplicativo como uber ou Bolt (de transporte publico é possível chegar até certo ponto, mas depois precisará de carro ou de uma caminhada, que apesar de distante, é bem agradável!). Depois basta atravessar a linda ponte que conecta o continente a ilha!

Castelo de Trakai

Devido a esse perrengue todo para chegar e falta de tempo no nosso roteiro por Vilnius, não visitamos o Castelo, mas acredito ser uma visita agradável –que provavelmente não vale os euros gastos!

Tempo de sobra no roteiro? Veja mais opções para visitar em Vilnius:

Palácio do Grão-Duque da Lituânia: Originalmente construído no século 15 para os governantes do Grão-Ducado da Lituânia e os futuros Reis da Polónia. Foi demolido em 1801. As obras de um novo palácio começaram em 2002 no local do edifício original e demorou 16 anos, sendo concluído apenas em 2018.

Museu de Ocupações e Lutas pela Liberdade: Antigamente conhecido como o Museu das Vítimas do Genocídio, e também como museu da KGB, já que está localizado na antiga sede da KGB, foi criado em 1992. O museu é bem interessante e se dedica a mostrar documentos relacionados à ocupação de 50 anos pela União Soviética, os guerrilheiros lituanos anti-soviéticos e as vítimas das prisões, deportações e execuções ocorridas durante este período.

Palácio Presidencial: O palácio fica no Centro Histórico de Vilnius e hoje é a residência oficial do Presidente da Lituânia. 

Quantos dias

◆ Quantos dias ficar em Vilnius?

Por ser uma região pequena, você consegue explorar o centro histórico em apenas um dia, o famoso bate e volta. Mas recomendo mesmo 2 dias inteiros, assim você já consegue conhecer o essencial da cidade, sem correia ou deixar algo para trás.

Caso queira visitar museus, restaurantes e o Castelo de Trakai, é recomendável ficar entre 3 e 4 dias na cidade.

Quando visitar

◆ Quando visitar Vilnius?

Inverno e Outono

inverno e o outono são épocas frias, com neve e temperaturas que ficam entre -4ºC e -9ºC. Ficando bastante rigoroso de novembro a fevereiro. 

Os dias são curtos e escuros, amanhecendo as 9h da manha e escurecendo lá pelas 15h (planeje bem seu dia, para render!). Há atividades de inverno cidade e no natal a cidade fica linda, mas eu particularmente não recomendo ir, pouco tempo de luz e muito frio!

Verão

No verão, a temperatura média é de 20ºC, mas não dificilmente passa dos 25ºC, ótimo para turistar. Ao longo do ano, chove bastante em todo território lituano. Pegamos um dia um pouco nublado, mas nada que atrapalhasse!

A época mais recomendada para visitar Vilnius é no verão, entre os meses de maio e setembro, momento adequado para quem deseja escapar do inverno rigoroso e das temperaturas congelantes.

Outro período bom também para turismo na cidade é na primavera, que começa em março e vai até junho.

Quando ir para Lituania?
Grafico do site Time and Date

Onde ficar

◆ Onde se hospedar em Vilnius?

Os melhores lugares para ficar em Vilnius são: a Cidade Velha (centro histórico) e a área ao redor da estação de trem.

Cidade Velha de Vilnius (recomendo)

O Centro Histórico é com certeza a melhor região para ficar em Vilnius. Você pode caminhar entre as principais atrações da cidade, com bastante oferta de restaurantes e lojinhas!

Dentro da Cidade Antiga, você pode ter como referência a Torre de Gediminas e a Catedral de Vilnius.

Uma opção é ficar próximo da Avenida Gediminas, a mais prestigiada da cidade. Esta rua tem início ao lado da Catedral de Vilnius e conta com vários bons restaurantes e cafés, é também uma boa opção para quem quer fazer compras.

Foto de Drone de Vilnius, Lituania
Estação Ferroviária de Vilnius

A área em torno da Estação Ferroviária de Vilnius é outra excelente opção de hospedagem em Vilnius. A região tem uma localização bastante central e fica a uma curta distância a pé da maioria das atrações da Cidade Antiga.

Além da proximidade com a linha de trem, os hotéis mais próximos a essa área tendem a ser mais baratos do que aqueles no coração da Cidade Velha.

Para procurar hotéis que melhor se enquadram com você e sua viagem – orçamento, localização, etc. – utilize o Booking.com! Há um mapa com a localização e vários filtros para te ajudar a escolher a acomodação ideal. 

Além do Booking, também utilizamos o Airbnb quando queremos algo mais aconchegante que um hotel ou quando estamos em grupo.

Locomoção

◆ Como chegar em Vilnius?

Você pode chegar em Vilnius por meio de avião, carro, ônibus e trem.

Avião 

O Aeroporto Internacional de Vilnius está localizado a cerca de 5,6 km do centro da cidade. Há serviços de ônibus frequente para esse trajeto com tarifas de apenas 1 euro.

Carro

Há boas ligações rodoviárias entre Vilnius e outras cidades lituanas, com um bom sistema de estrada ligando a capital aos principais centros do país e também aos países do lado.

Ônibus

Eurolines e Ecolines realizam serviços interurbanos para Vilnius e muitos outros principais centros da Europa.

Nós saímos da Polônia diretamente para Vilnius de ônibus. De Vilnius seguimos para a Lêtonia e depois Estônia, tudo de ônibus! o Trajeto é bem tranquilo e os ônibus confortáveis.

Trem

Vilnius é um importante centro ferroviário, com conexões de trem para Moscou, São Petersburgo, Minsk e muitos outros grandes centros. A estação de trem principal, chamada Geleinkelio Stotis, está a poucos quilômetros ao sul do centro da cidade. As passagens custam a partir de 0,70 euros.

◆ Como se locomover em Vilnius?

A pé (recomendado)

Por ser uma cidade pequena, a maioria das atrações estão no Centro Histórico, o que ajuda na locomoção, sendo assim, você pode visitar os principais pontos turísticos, apenas caminhando.

 Transporte Público

O transporte público na capital é barato e eficiente, ainda garante corridas contínuas ao longo do dia, cobrindo todos os cantos da região. Você praticamente não precisará de usa-lo.
Como se locomover em Vilnius?
Transporte público da cidade

 Táxi/App

Os táxis e aplicativos estão disponíveis em toda a cidade.  Uma corrida pelo centro custa em média de 10-15 euros.

 Carro

Encontrar estacionamentos pode ser complicado, especialmente nas áreas mais antigas da cidade. O aluguel de carro simples sai por no mínimo 16 euros em empresas como a Europcar e a Sixt, ambas com filiais no aeroporto.
Carro é apenas recomendado caso você queira rodar o país ou para viajar para países vizinhos, para circular apenas na cidade é totalmente desnecessário. 
Vilnius, Lituania

Precisa alugar um carro na Lituânia? Alugue com a RentalCars, empresa que usamos sempre e recomendamos! 

Comida

◆ O que comer em Vilnius?

Desfrutar dos sabores gastronômicos de um destino, também faz parte da viagem, né? Afinal, quem não gosta de comer e experimentar coisas novas?  

A gastronomia de Vilnius apesar de não ser muito diversificada, é bem gostosa! A maioria dos pratos tem como base a batata, que inclusive faz parte de vários pratos típicos.

Além de batata você encontrará bastante salsicha (tipo salsicha alemãs), repolho, carne de porco e sopas. Quem não curte essas comidas (são fortes, mas gostosas!) encontra também culinárias de outros países, então não se preocupe. 

Sarkotis

O bolo mais famoso e tradicional do país, sua história remonta muito além da formação da Lituânia atual, quando ainda era parte da Polônia.

É uma espécie de bolo de camadas, quando cortamos vemos os anéis característicos que dão o seu nome, traduzido literalmente seria “bolo árvore” por seu formato.

Há uma variedade de doces e biscoitos, o recomendado é ir para as padarias do centro de Vilnius e comprá-los por peso.

◆ Onde comer em Vilnius?

Restaurant Fort Dvaras

Caso queira experimentar uma comida típica lituana e com preços razoáveis, vá ao Forte, localizado no centro histórico. O prato mais típico é o zepelin, uma espécie de almôndegas de batatas servidas com molho ágrio.

Lokys

É um restaurante sofisticado especializado em comida tradicional, com menu bastante variado com pratos dos três países Bálticos. Local ideal para experimentar os pratos símbolos da região, inclusive carne de javali, que é bastante famosa.

Vandens Malunas

Localizado às margens do rio Neris, é o local ideal para quem deseja relaxar da agitação da cidade. O cardápio inclui, tomates recheados com atum, salada com maçãs e arenque, salmão em óleo verde e carne em molho de vinho branco.

Lakstingala

Pratos europeus podem ser encontrados no menu deste restaurante, muitos dos quais são cozidos em carvão vegetal de acordo com receitas especiais trazidas do Reino Unido. O restaurante oferece pratos típicos e um menu especial é desenvolvido para crianças.

Gabi Restaurante

Com decoração de interiores, madeira e decoração, tetos com frescos e deliciosos pratos da culinária lituana e europeia. Além do zepelim, panquecas de batatas com caviar vermelho, salsichas lituanas, aqui você pode saborear pratos caucasianos, bem como pedir no menu vegetariano.

onde comer em Vilnius, Lituania?
Cerveja de Vilnius

Compartilhe este Guia!

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Roteiros

Pincel Bege

América do Norte

América do Sul

África

Oriente Médio

Destinos

Pincel Verde

América do Norte

América do Sul

Oriente Médio